Alagoas conhece empresas vencedoras no Prêmio Estadual da Qualidade (PEQ) e no Prêmio Competitividade Alagoana (PCA) em 2017

02 - PCA E PEQ 01 - PCA e PEQ

Dezoito empresas alagoanas irão terminar o ano com um motivo a mais para comemorar. Na noite desta quarta-feira (29), elas foram anunciadas como vencedoras do Ciclo 2017 no Prêmio Estadual da Qualidade (PEQ/AL) e do Prêmio Competitividade Alagoana – Micro e Pequena Empresa (PCA). Promovidos pelo Movimento Alagoas Competitiva (MAC) e Sebrae em Alagoas, tais reconhecimentos atestam a qualidade da gestão e a competitividade de micro e pequenas empresas, e ainda organizações públicas e privadas no estado.

A noite começou com a entrega do primeiro Prêmio Competitividade Alagoana – Micro e Pequena Empresa (PCA), uma iniciativa do MAC e Sebrae para continuar reconhecendo o trabalho de empresários locais inspirados no MEG. Participaram1.501 empresas divididas em 8 categorias, que responderam um Questionário de Autoavaliação, 13 receberam visitas in loco, e por fim a Banca de Juízes chegou ao seguinte resultado de empresas vencedoras, por categoria:

  • Indústria – Caleidoscópio
  • Serviços – Lessa e Moura Contabilidade e Consultoria Empresarial
  • Serviços – Ambimet Monitoramento Ambiental
  • Serviços – Biodigital Reciclagem de Resíduos Eletrônicos
  • Serviços de Saúde – Reabilit Centro de Saúde Integrado – Unidade Barro Duro
  • Serviços de Saúde – Clinvacin Segurança e Qualidade em Vacinas

A empresa Caleidoscópio conquistou ainda os reconhecimentos especiais de Destaque de Boas Práticas de Responsabilidade Social e Destaque Inovação, um fato inédito na história da premiação às Micro e Pequenas Empresas de Alagoas. “Vamos completar 20 anos e esses prêmios são um reconhecimento do nosso trabalho, mas também são incentivos para que continuemos melhorando. Durante esses anos todos, aprendemos muito e quando achamos que chegamos em um nível que ‘está bom’, na verdade nunca estamos, porque precisamos inovar, fazer outras coisas, nos reinventar. Isso é uma coisa muito forte na nossa empresa”, declarou Renata Fontan, sócia fundadora da Caleidoscópio.

As recompensas pelo esforço e a qualidade destas empresas vão além do prêmio desta noite, como defendeu o superintendente do Sebrae em Alagoas, Marcos Vieira. “As empresas alagoanas já incutiram em sua cultura organizacional a busca pela excelência na gestão. Esta prática traz resultados extremamente positivos, que vão desde o recebimento do relatório com pontos fortes e oportunidades de melhoria, passando pelo ganho em visibilidade e até aumento da empregabilidade”, defendeu Vieira.

Como apontou Rafael Brito, secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), que representou o governador Renan Filho, um diferencial que pode ser conferido em comportamentos simples dos empreendedores ali presentes. “Enquanto seus concorrentes estão à noite de pijama, assistindo um programa qualquer na televisão, vocês estão aqui procurando melhorar, inserir mais competências, vender mais e crescer suas empresas. Vocês já estão de parabéns”, comentou o secretário.

Vencedores PEQ/AL

Em seguida, foram conhecidos os nomes dos vencedores do Prêmio Estadual da Qualidade (PEQ/AL), voltado para as organizações públicas ou privadas que se destacaram na adoção de práticas de gestão alinhadas aos fundamentos de excelência. Como a excelência é uma busca constante, as categorias nesta premiação são atribuídas ao caminho percorrido pelas empresas, definido através de pontuação atribuída pela Banca de Juízes.

Na categoria ‘Primeiros Passos para a Excelência’ (Nível 1, até 125 pontos), foram vencedores: Plus Agência Digital, Fonoclin, Sabatelli Pizza e Arte, Zuq, Galeria Destak Magazine, Biscoito Caseiro D’lícia e Secretaria de Comunicação do Estado de Alagoas (Secom).

No ‘Compromisso para a Excelência’ (Nível 2, até 250 pontos), os vencedores foram a Glastec Indústria de Plástico, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL) e o Hospital Nossa Senhora da Guia.

No ‘Rumo à Excelência‘ (Nível 3, até 500 pontos), a categoria Bronze foi para a Santa Casa de Misericórdia de Maceió. A edição deste ano contou com um fato especial, a presença de uma empresa premiada na categoria Ouro, algo que só aconteceu três vezes antes. A classificação Ouro foi conquistada pelo Serviço Social da Indústria (SESI).

E como a busca pela excelência é algo constante, o presidente do Movimento Alagoas Competitiva (MAC), Luiz Otávio Gomes, deixou um incentivo especial aos vencedores do PEQ/AL.

“Aqueles que estão sendo premiados hoje por 125 pontos, não achem que termina hoje. Muito pelo contrário, essas empresas e organizações precisam investir mais e, no próximo ano, disputar a régua dos 250 pontos. As empresas que já conseguiram essa premiação vão precisar trabalhar muito mais para tentar a régua dos 500 pontos. E as empresas que conquistaram esses 500 pontos, tem que lutar para não descer de categoria, e quem atingiu o Ouro, procurem continuar sendo Ouro, porque isso é um aprendizado constante”, argumentou Luiz Otávio Gomes.

Novo formato do MEG

Contudo, outra grande novidade da noite foi a apresentação do novo formato do Modelo de Excelência da Gestão (MEG) da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Reformulado a partir de um movimento discutido em mais de 100 países pelo mundo, no qual o Brasil é representado pela FNQ, o MEG baseia-se agora em um conjunto de oito fundamentos da gestão para excelência.

Seus fundamentos passam a ser expressos em características tangíveis, mensuráveis quantitativa e qualitativamente, por meio de processos e seus respectivos resultados.

Os oito fundamentos da gestão para excelência são: pensamento sistêmico, aprendizado organizacional e inovação, liderança transformadora, compromisso com as partes interessadas, adaptabilidade, desenvolvimento sustentável, orientação por processos e geração de valor.

Da mesma forma, a representação gráfica do MEG ganha novo formato, baseado no tangram – uma espécie de quebra-cabeça chinês – criada com inspiração nas cores da bandeira do Brasil.

 Algo Mais Consultoria e Assessoria